Diário de Bordo da Expedição Excelência – 7º dia

25-04-2012 14:14

 

O universo viking do Gunnes Gard

No sétimo dia da Expedição Excelência, a Dra. Erika Robrahn-González, sócia-diretora da DOCUMENTO Ecologia e Cultura, e Ana Carolina Brugnera, representante da Unidade de Negócios de Arquitetura da DOCUMENTO, estiveram no Vikingagarden Gunnes Gard. O museu foi construído há cerca de 20 anos e é uma iniciativa pública mantida pela municipalidade de Upplands Väsby e pelo Stcockholm Läns Museum.

Localizado a 25 km de Estocolmo, região leste da Suécia, o Gunnes Gard é um museu a céu aberto construído sobre um sítio arqueológico viking de aproximadamente mil anos. A reconstituição da antiga aldeia, feita a partir do resultado de escavações arqueológicas, permitiu à organização do museu dar novamente forma às casas, celeiros, estruturas para abrigo de animais, entre outras instalações do período. Todas as estruturas apresentam mobiliário, equipamentos e ferramentas relacionados à época.

O museu está em uma floresta, recriando a ambiência da aldeia. Recebe durante o verão e o outono escolas de toda a região. Neste sentido, oferece diariamente às crianças a oportunidade de vivenciar representações da mitologia viking através de seus rituais, além de situações do cotidiano como as manutenções das casas, elaboração de alimentos, tratamento dos animais e cultivo de grãos e ervas. Durante os finais de semana, recebe visitantes em geral.

O objetivo do Vikingagarden Gunnes Gard é trazer a pré-história à vida atual. Estruturas genuinamente arqueológicas se misturam às reconstituições fiéis e aos dados coletados durante as escavações. A transição entre o antigo e o atual é tênue: o monumento recriado em honra ao deus Tor, por exemplo, traz como oferenda um crânio de porco retirado das escavações arqueológicas (com cerca de mil anos de idade), fincado ao tronco de uma árvore.

Um cemitério viking original também está localizado atrás da aldeia, com diversos jazigos formados por elevações de terra circundadas por pedras.Perto dali foi montado um círculo cerimonial com representação de suas três principais divindades: Tor, Freja e Frej.

Descendo a colina em direção a um riacho estão duas pedras rúnicas também originais. Em uma delas se lê: “Vibjörn gravou esta pedra em honra à sua esposa, filha de Gunnes”. Esta denominação deu origem ao nome do museu (Gunnes Gard).

O museu não tem totens explicativos ou qualquer tipo de placa sinalizadora. Seus três funcionários, em trajes viking, se mesclam ao público executando tarefas do cotidiano da época e, desta forma, o visitante é integrado às atividades.

Saiba mais sobre o Gunnes Gard em sua página oficial: http://www.upplandsvasby.se/gunnes .

Veja as fotos pelo álbum do Facebook clicando aqui.

DOCUMENTO Patrimônio Cultural - Arqueologia e Antropologia© 2009

Desenvolvido por Webnode