Instituto Rio Itariri: Sustentabilidade e Valorização do Patrimônio Ambiental e Cultural

02-05-2013 16:50



   A Think Tank  Documento Cultural desenvolve um projeto sustentável de valorização do Patrimônio Am biental e Cultural do Vale do Ribeira de Iguape/ SP. Em parceria com a FRS Consultoria e Assessoria Jurídico Empresarial, com a Agropecuária Sítio Dona Gertrudes e com o Grupo DOCUMENTO cria o Instituto Rio Itariri. O projeto conta com colaboração de uma equipe multidisciplinar com Arqueólogos, Antropólogos, Arquitetos, Geógrafos, Profissionais de Meio Ambiente, de Marketing, de Design, Mídias Sociais, além de empresários e da própria comunidade. O instituto pretende ser o epicentro de uma iniciativa de acessibilidade ao conhecimento e de inclusão social, que visa integrar uma rede de valoração do conhecimento autóctone da região. A proposta é conceber e discutir as abordagens mais adequadas na implementação de projetos que visem a construção de uma rede social empreendedora formada pela sociedade civil organizada, por lideranças comunitárias, pelos poderes públicos e empresas. Para apoiar essa rede criou-se o Instituto, que fomenta a concepção do conhecimento e valorização de outros saberes que pareciam alheios ao universo científico e que são fundamentais para o desenvolvimento social sustentável.

  Um dos desafios assumidos é propor abordagens adequadas para integrar todas as esferas do Patrimônio Ambiental e Cultural da região. O conceito que permeia a idealização de projetos é o de Meio Ambiente Cultural.  É fundamental entender que o meio ambiente é significado pelas comunidades e que sua percepção é parte da própria Cultura, tornando-se indissociável na elaboração de políticas públicas e de ações comunitárias. A partir da percepção de Meio Ambiente Cultural é possível alavancar e integrar todas as potenciais iniciativas que envolvam educação, preservação do ambiente e valorização da pluralidade cultural. Esse é um dos objetivos do Instituto.

  O Patrimônio Ambiental e Cultural constitui um legítimo vetor de desenvolvimento da atividade turística da região, que é dotada de exuberante reserva da Mata Atlântica, e de comunidades tradicionais que garantem uma perspectiva plural e rica da história da área. O acesso ao conhecimento e a instrumentação necessária apoiarás comunidades na ampliação de sua autonomia no que se refere às suas projeções de futuro. A criação de Laboratórios Culturais é uma estratégia para convergir às iniciativas, porque envolve a comunidade na percepção da potencialidade de seu território. É também a oportunidade de apoiar um tipo de turismo que promova mais que as paisagens e que proporcione também acesso ao conhecimento por parte dos visitantes. Como se vê, o Instituto é criado para apoiar uma cadeia de ações que se retroalimenta em prol do desenvolvimento sustentável através do conhecimento das comunidades e da inclusão de sua perspectiva cultural.

  Saiba mais: http://documentoculturalitariri.ning.com/

 

 

DOCUMENTO Patrimônio Cultural - Arqueologia e Antropologia© 2009

Desenvolvido por Webnode