Prefeitura de Porto Velho assume o Centro Cultural de Nova Mutum com o envolvimento da comunidade local

24-11-2014 16:44

 

Tendo como base o conceito de Arqueologia Colaborativa, no que se refere ao envolvimento das comunidades em processos científicos, a Prefeitura de Porto Velho, por meio da Fundação Cultural, deverá assumir até o final do ano a administração do Centro Cultural de Nova Mutum, construído pelo consórcio Energia Sustentável do Brasil (ESBR), responsável pela obra da Hidrelétrica Jirau, em Rondônia.

 

Este trabalho tem a parceria da DOCUMENTO Ecologia & Cultura, empresa brasileira especializada em Programas, Planejamento e Gestão de Patrimônio Cultural, que promove a conscientização das comunidades envolvidas em seus projetos, com ações de valorização do patrimônio nacional.

 

No Centro Cultural de Nova Mutum estão preservadas inúmeras peças arqueológicas resgatadas na área de construção da usina. Conforme o presidente da Funcultural, Marcos Nobre Júnior, o acervo arqueológico conta um pouco da história dos povos da floresta que habitaram o local – indígenas, pescadores e agricultores, dentre outros. Dessa forma, integrantes da comunidade de Nova Mutum estão amplamente envolvidos neste trabalho de preservação da identidade cultural da região, compondo a equipe de trabalho que está responsável pela instituição. Atualmente, sete moradores de Nova Mutum contratados pelo consórcio cuidam do Centro Cultural.

 

Parte do acervo do espaço é composto por peças em cerâmica, barro e artesanatos confeccionados pelos índios. Outra parte está relacionada à lendária Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM), como pedaços de trilhos, ferramentas e peças de locomotivas.

 

Ainda conforme o protocolo firmado com o município, Jirau deve reformar o galpão da antiga estação da Estrada de Ferro Madeira Mamoré localizado no distrito de Abunã, a 220 quilômetros sentido Acre, também como parte das medidas compensatórias para proteção e preservação do patrimônio histórico. Além disso, tem o compromisso de construir o Museu a Céu Aberto da EFMM em Nova Mutum, aonde serão expostas todas as peças catalogadas. De acordo com a ESBR, a reforma do galpão em Abunã foi concluída em 18 de maio de 2012, tendo sido aprovada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

 

Conheça o Blog do Projeto: documentoculturaljirau.ning.com

Clique Aqui e veja a notícia pelo site da prefeitura.

DOCUMENTO Patrimônio Cultural - Arqueologia e Antropologia© 2009

Desenvolvido por Webnode